segunda-feira, abril 25, 2005

A criança que fui chora na estrada...


Posted by Hello
A criança que fui chora na estrada.
Deixei-a ali quando vim ser quem sou;
Mas hoje, vendo que o que sou é nada,
Quero ir buscar quem fui onde ficou.

Ah, como hei-de encontrá-lo? Quem errou
A vinda tem a regressão errada.
Já não sei de onde vim nem onde estou.
De o não saber, minha alma está parada.

Se ao menos atingir neste lugar
Um alto monte, de onde possa enfim
O que esqueci, olhando-o, relembrar,

Na ausência, ao menos, saberei de mim,
E, ao ver-me tal qual fui ao longe, achar
Em mim um pouco de quando era assim.

Fernando Pessoa

1 Comments:

Blogger DayDreamer said...

Quantos de nós não tivemos infâncias felizes? bem nem tantos mas apenas ficam os bons momentos. Quando a vida não vai bem olhamos para trás e desejamos voltar a viver esse momento e se possivel ficar lá para sempre, é mais fácil recordar, do que combater a dura crueldade da vida que se abate sobre nós....

Gostei do poema, como sempre!
Beijinho...

11:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Number of online users in last 3 minutes


referer referrer referers referrers http_referer

Locations of visitors to this page