terça-feira, abril 05, 2005

Falei tanto de amor...


Posted by Hello
Falei tanto de amor!... de galanteio,
Vaidade e brinco, passatempo e graça,
Ou desejo fugaz, que brilha e passa
No relâmpago breve com que veio...
O verdadeiro amor, honra e desgraça,
Gozo ou suplício, no íntimo fechei-o:
Nunca o entreguei ao público recreio,
Nunca o expus indiscreto ao sol da praça.
Não proclamei os nomes, que baixinho,
Rezava... E ainda hoje, tímido, mergulho
Em funda sombra o meu melhor carinho.
Quando amo, amo e deliro sem barulho;
E quando sofro, calo-me, e definho
Na ventura infeliz do meu orgulho.

Olavo Bilac

3 Comments:

Blogger snowshoe said...

Visita de médico... :( Mas aproveito para dizer que a imagem está excelente!! Beijocas!

11:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Divino!!!ah!ah!

Não gosto de falar por falar,de amor falei pouco...tenho que sorrir,não tem nada a ver com orgulho,fala-se quando se tem que falar...exposto ao sol?não!!pode é transparecer,isso... paciência!

1:16 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Vazio, Cheio

Há memórias enclausuradas
em sentimentos perdidos,
sonhos e promessas
pintadas em fachadas
de tempos idos;
e se recordar ou esquecer
não é escolha da vontade,
resta pedir meças,
saber se perder, vencer,
foi fado ou idade.

Yanus

2:25 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Number of online users in last 3 minutes


referer referrer referers referrers http_referer

Locations of visitors to this page