segunda-feira, março 21, 2005

O Amor...


Posted by Hello
O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pr'a saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...

Fernando Pessoa

3 Comments:

Blogger ringthane said...

An Eastern Ballad

I speak of love that comes to mind:
The moon is faithful, although blind;
She moves in thought she cannot speak.
Perfect care has made her bleak.

I never dreamed the sea so deep,
The earth so dark; so long my sleep,
I have become another child.
I wake to see the world go wild.

- Allen Ginsberg

5:56 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Foi sempre assim que mantive o meu jardim...é mais do que um gosto...comovi-me.
beijo.
Ana

8:50 da tarde  
Anonymous Highlander said...

Mais uma vez um grande poema de Fernando Pessoa, fazes sempre grandes escolhas, os meus Parabens.
Bjs... :)

11:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Number of online users in last 3 minutes


referer referrer referers referrers http_referer

Locations of visitors to this page